VIOLÊNCIA

CAMOCINENSE FOI MORTO A BALA E A GOLPES DE FACA NA ZONA RURAL DO MUNICÍPIO DE GRANJA. PM PRENDEU UM DOS ACUSADOS

Por volta das 19h desse domingo (15), a polícia registrou um crime bárbaro ocasionada a bala e a facadas em que foi vítima fatal o camocinense Antonio Raniele Rodrigues, 28 anos, residente na localidade de Mutambeira, zona rural de Granja.

Era por volta das das 20h00 quando o destacamento da PM em Granja foi informado via 190 que na localidade de Mutambeira/Granja, localizada entre Parazinho e Jijoca, tinha acontecido um homicídio a bala. Uma equipe policial foi deslocada para a localidade e lá encontraram a vítima, a qual se encontrava em frente sua residência, ao solo já sem vida, com várias lesões pelo corpo.

De acordo com informações colhidas pelo blog Camocim Polícia 24h junto à PM, a companheira da vítima disse que era por volta das 19h, quando chegou dois indivíduos não identificados em uma moto e perguntaram pela vítima. A mulher respondeu que ele não estava em casa e quando os elemento já estavam saindo seu companheiro chegou com uma espingarda no ombro. A mulher falou que não se sabe por qual motivo eles começaram uma discursão e em seguida foram as vias de fatos, momento em que um dos suspeitos efetuou vários disparos de revólver na vítima, enquanto o outro desferia várias facadas. Após terem matado o oponente a dupla fugiu sentido Jijoca. Pm’s do destacamento de Granja analisaram o cenário do crime e observaram que havia rasto de sangue por onde os suspeitos fugiram, dando a entender que eles poderiam ter sido lesionados durante o sinistro. A partir dessa suspeita foi passado o alerta para as cidades vizinhas para ficarem atentos nos hospitais, visto que os mesmos poderiam procurar uma unidade de saúde para serem atendidos. Momentos depois, uma equipe da PM de destacamento de Jijoca foi informada que uma pessoa havia dado entrada no hospital local com uma lesão a faca em um dos braços. De imediato os pm’s foram ao local e lá encontraram o suspeito, trata-se de Francisco Valdemir da Silva, vulgo Guim”, de 23 anos, natural de Paraipaba.  O elemento confessou o crime e disse que o cometeu em companhia de um amigo identificado como “Paulo” que reside na localidade de Preá e que era ele quem havia efetuado os disparos na vítima e que estaria com o revólver. Guim disse ainda que a motivação teria sido uma dívida de 100 reais que a vítima estaria em débito com ele. Em sua defesa, o acusado disse que ele e seu comparsa não foram pra matar a vítima, e sim para cobrá-lo, no entanto, no momento na cobrança eles se desentenderam e ocorreu o sinistro.

Diante dos fatos Guim foi conduzido para a DPC de Jijoca onde foi autuado em flagrante por crime de homicídio e já se encontra recolhido à cadeia pública de Granja.

Ao fazer um exame visual no corpo, constatou 08 perfurações no peitoral da vítima, 02 cortes no braço esquerdo, um corte na face e cabeça e uma perfuração a bala nas nádegas. No local ainda foi apreendida uma espingarda desmuniciada que seria da vítima. O segundo elemento conhecido como “Paulo” continua sendo procurado pela polícia. Qualquer notícia sobre seu paradeiro deverá ser informado ao 190 e o sigilo será garantido.

com informações do Camocim Polícia 24h