POLICIAIS MILITARES DO CEARÁ SÃO ORIENTADOS A EVITAR FARDA DURANTE TRAJETO PARA CASA

https://2.bp.blogspot.com/-X1quwUK8b6s/WfKJiaw8-xI/AAAAAAACkhA/oabvdb1cDw8L1y_m9-22dfGY84f6dZDUwCLcBGAs/s1600/z12.JPGUm policial militar foi vítima de assalto em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, na última terça-feira, 25. Ele voltava do 1º dia de trabalho. O PM teve o fardamento e o colete balístico roubados. O material estava dentro da mochila levada pelos assaltantes. O homem seguia orientação da Polícia Militar do Ceará de que os agentes, ao realizarem deslocamentos a pé ou transporte público, de casa para o trabalho e na volta, evitem usar o fardamento.

A orientação é válida para todos os PMs, mas a ênfase é para os recém-formados. O POVO obteve cópia de um aviso aos militares do 16º Batalhão, em Messejana. No cartaz, com a data de terça-feira, 24, informa-se que essa é uma determinação do comandante geral-adjunto da PM.

A vítima do roubo é um dos 1.350 policiais que concluíram o curso de formação, na Academia Estadual de Segurança Pública (Aesp), na última sexta-feira, 20. Na segunda-feira, 23, eles se apresentaram no Quartel do Comando Geral (QCG) e, na terça, começaram as atividades na rua.

Em nota, a Polícia Militar informou que o soldado foi vítima do roubo por volta das 19 horas, quando chegava às proximidades da casa da namorada, na CE-040, em Aquiraz. Os criminosos, que estavam com uma arma de fogo, abordaram o soldado e roubaram o celular dele e a mochila, onde estavam a farda e o colete. Ontem, ainda não havia presos e o material não tinha sido recuperado. O setor de Inteligência da PM está com o caso.

Os novos policiais fazem o trajeto desarmados, pois só pegam as armas quando chegam ao quartel, onde os equipamentos ficam ao fim do serviço.

Conforme a PM, não existe uma determinação oficial para que os policiais transitem sem farda, mas uma conversa. “As orientações são de que os policiais devem ter cuidado redobrado, pois não possuem a experiência dos policiais mais antigos. Não queremos causar pânico, mas levar informações para que eles cuidem da segurança pessoal”, disse o tenente-coronel Andrade Mendonça, relações públicas da PM.

Em Fortaleza, os novos policiais fazem a segurança em cruzamentos de vias de grande fluxo, como Bezerra de Menezes, Dom Luís, Leste-Oeste, Monsenhor Tabosa, Santos Dumont e Duque de Caxias. Também foram designados policiais para áreas com altos índices de criminalidade.

A escala dos novos policiais, de seis dias de trabalho e um de folga, tem gerado reclamações. O deputado federal Cabo Sabino (PR) chamou a escala de “doentia”.

O relações públicas da PM disse que essa é uma escala provisória e os policiais estão em fase considerada de estágio, que deve permanecer até dezembro. O trabalho deles não pode ultrapassar 7 horas por dia e as escalas são divididas por turno, frisou o tenente-coronel.

com informações do O Povo
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *