CAMILO SANTANA ANUNCIA CONCURSO PARA PROFESSOR E INCENTIVOS À EDUCAÇÃO

https://i.ytimg.com/vi/4QoDfwIjLFk/maxresdefault.jpgNovo concurso para professor estadual, pagamento de gratificações a docentes e premiação para as escolas com melhores desempenhos foram algumas das medidas anunciadas nesta segunda-feira (9), pelo Governo do Estado, como parte de um pacote de investimentos na Educação no Ceará. Além de incentivos aos profissionais do ensino, o conjunto de ações inclui, ainda, a liberação de R$ 20 milhões para a realização melhorias estruturais em escolas da Capital e do Interior.

Em evento realizado no Palácio da Abolição, o governador Camilo Santana assinou termos de compromisso para a execução das medidas. As primeiras ações serão a homologação, até o fim de outubro, dos atos de estabilidade para os 2.450 professores aprovados no concurso da rede estadual promovido em 2013, e o pagamento de gratificações por desempenho a 2.889 docentes, também neste mês. O pacote inclui, ainda, o pagamento da promoção sem titulação dos educadores, o que permitirá maior ascensão dos profissionais a na carreira. O benefício deve atingir 4.039 docentes.

A medida mais aguardada pela categoria, no entanto, foi o anúncio do novo concurso para a rede estadual, que deve acontecer no próximo ano. Segundo Camilo, a Secretaria de Educação do Estado (Seduc), junto à Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado (Seplag), formará uma equipe para averiguar a atual demanda de educadores nas escolas. O estudo servirá de base para a elaboração do edital do certame.

“O concurso deverá acontecer no próximo ano para que possamos garantir funcionamento e a ampliação das escolas que estamos promovendo. Estamos com 74 escolas de Ensino Médio em tempo integral e queremos colocar mais 40 no próximo ano. Isso demanda mais tempo, mais professores, mais investimento”, destacou o gestor.

Conforme o titular da Seduc, Idilvan Alencar, a comissão responsável pelo levantamento deverá ser constituída já na próxima semana. O concurso, segundo ele, suprirá vagas definitivas para professor na rede. “A grande questão é saber qual é a quantidade necessária de professores, porque existem vagas definitivas e temporárias, e esse quadro muda diariamente. Vamos levantar essas carências na Capital e no Interior por disciplina e depois vamos atrás da contratação de uma empresa para sair com o edital o mais rápido possível”, ressaltou.

Anísio Melo, presidente do Sindicato dos Professores e Servidores da Educação e Cultura do Estado e Municípios do Ceará (Sindicato Apeoc), afirmou que a realização de um novo certame é a principal reivindicação da categoria. “Para nós, é fundamental esse anúncio, que é uma pauta antiga nossa. Escola publica é feita para que os professores possam ter oportunidade de ingressar pela porta da frente”, defendeu.

com informações do Diário do Nordeste
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *